Preaload Image
SalaEquipamentoQuantidade
01
  •  15 Computadores POSITIVO – Intel Pentium Dual Core 3.00GHz/2GB de RAM/250GB de HD
  •  8 Computadores STI – Intel Core i5 2.5GHz/4GB de RAM/500GB de HD
  •  3 Computadores POSITIVO – Intel Core i5 3.10GHz/4GB de RAM/500GB de HD
  •  1 Computador POSITIVO – Intel Core i5 3.20GHz/6GB de RAM/500GB de HD
27
02
  • 16 Computadores POSITIVO – Intel Core i5 3.20GHz/6GB de RAM/500GB de HD
16
04
  •  11 Computadores POSITIVO – Intel Pentium Dual Core 3.00GHz/2GB de RAM/250GB de HD
  • 9 Computadores STI – Intel Core i5 2.5GHz/4GB de RAM/500GB de HD
  • 2 Computadores POSITIVO – Intel Core i5 3.10GHz/4GB de RAM/500GB de HD
22
06
  • 28 Computadores DELL 620 – Intel Pentium 2.80GHz/2GB de RAM/75GB de HD
28
09
  • 8 Computadores DELL 620 – Intel Pentium 2.80GHz/2GB de RAM/75GB de HD
  • 5 Computadores POSITIVO – Intel Pentium Dual Core 2.40GHz/1GB de RAM/200GB de HD
  • 3 Computadores POSITIVO – Intel Pentium Dual Core 3.00GHz/2GB de RAM/250GB de HD
  • 2 Computadores STI – Intel Core i5 2.5GHz/4GB de RAM/500GB de HD
  • 1 Computador POSITIVO – Intel Core i5 3.10GHz/4GB de RAM/500GB de HD
  • 1 Computador POSITIVO – Intel Core i5 3.20GHz/6GB de RAM/500GB de HD
20
13
  • 9 Computadores POSITIVO – Intel Pentium Dual Core 2.40GHz/1GB de RAM/200GB de HD
  • 2 Computadores DELL 620 – Intel Pentium 2.80GHz/2GB de RAM/75GB de HD
11
16
  •  31 Computadores POSITIVO – Intel Core i5 3.20GHz/6GB de RAM/500GB de HD
  • 4 Computadores STI – Intel Core i5 2.5GHz/4GB de RAM/500GB de HD
35
17
  • 32 Computadores POSITIVO – Intel Core i5 3.20GHz/6GB de RAM/500GB de HD
  • 1 Computador STI – Intel Core i5 2.5GHz/4GB de RAM/500GB de HD
33

REGULAMENTO DO CENTRO DIDÁTICO DE INFORMÁTICA

Dispõe sobre a definição e as normas de funcionamento do Laboratório de Informática “CDI” da UNILINS

 

DA FINALIDADE

 Art. 1° – O Laboratório de Informática da UNILINS, conta com diversos computadores e demais periféricos, e foi constituído com o objetivo de dar suporte às atividades pedagógicas, sendo de uso exclusivo de seus alunos e professores.

Parágrafo Único: Entre as finalidades principais do Laboratório de Informática deste Estabelecimento de Ensino, pode-se identificar:

  1. a) dar suporte pedagógico para aulas; e,
  2. b) Possibilitar consultas e pesquisas via internet.

DO HORÁRIO

 Art. 2° – O funcionamento do Laboratório de Informática se dará nos seguintes horários: de Segunda a Sexta-Feira, das 12:00h as 22:30h.

Parágrafo único: O uso do Laboratório de Informática se dará somente as salas liberadas pelo administrador local.

 Art. 3° – O usuário deverá programar suas atividades, de forma que possa concluí-las, respeitando rigorosamente os horários acima estipulados.

DA UTILIZAÇÃO

 Art. 4° – O Laboratório de Informática só poderá ser utilizado para fins pedagógicos;

Art. 5º – O acesso ao Laboratório de Informática é permitido somente a Docentes, Funcionários e Alunos da UNILINS, regularmente matriculados e cadastrados junto ao mesmo, sendo portadores da devida senha de acesso.

Art. 6° – Somente os portadores da senha de acesso utilizarão o Laboratório de Informática.

Parágrafo 1°: A senha de acesso deverá ser solicitada ao administrador local do Laboratório, que realizará o cadastramento do usuário.

Parágrafo 2°: A senha de acesso é pessoal e intransferível, sendo proibida e considerada falta grave, a cessão, por parte do usuário, do seu código de acesso para terceiros, sejam eles, professores, alunos ou funcionários do estabelecimento de Ensino.

Parágrafo 3°: A senha de acesso será desabilitada automaticamente, sem comunicação prévia, quando o usuário desligar-se do estabelecimento, seja devido à conclusão do curso, transferência, etc.

 Art. 7° – O professor deverá informar ao Administrador Local do Laboratório sobre o mau uso dos equipamentos por parte dos alunos, quando estes estiverem sob sua responsabilidade.

Art. 8° – O professor deve orientar previamente os alunos para que deixem o ambiente limpo e organizado após o término da aula.

Art. 9 – Os usuários poderão gravar seus arquivos em cd-rom/pendrive próprios.

Parágrafo Único: O administrador local do Laboratório não se responsabilizará pelos arquivos salvos nas pastas locais com permissões de acesso.

Art. 10 – O administrador local do Laboratório está disponível para assessoria apenas em situações incomuns como: duvidas decorrentes do uso do sistema para a preparação do material pedagógico e eventuais problemas nos equipamentos.

Parágrafo Único: Não é atribuição do administrador local do laboratório substituir docentes em aulas ministradas no mesmo.

Art. 11 – O Laboratório não fornece suprimentos.

Art. 12 – Não é permitida a movimentação de qualquer componente do Laboratório (teclados, mouses, impressoras, cabos, etc.) sem a devida autorização do funcionário responsável.

Art. 13 – É terminantemente proibido deletar e/ou alterar arquivos de sistema e/ou arquivos de terceiros, bem como alterar configuração dos equipamentos.

Art. 14 – É de responsabilidade do funcionário, manter a disciplina e a ordem no Laboratório de Informática, estando o mesmo sendo utilizado para aula ou não;

Art. 15 – Qualquer conduta indevida deve ser comunicada ao administrador local do Laboratório. A resolução do problema será em conjunto com a Direção e Equipe Pedagógica;

Art. 16 – Os usuários do Laboratório devem preservar o silêncio na sala para que está se configure em um ambiente de estudo;

DA RESERVA

Art. 17 – O cancelamento de reservas do Laboratório deverá, em qualquer circunstância, sendo informado ao Administrador Local, com antecedência suficiente a permitir a liberação do horário para outros docentes ou alunos.

Art. 18 – Para desenvolvimento de trabalhos de natureza pedagógicas (provas, trabalhos, etc.), não há necessidade de reserva de horários com antecedência, bastando o docente ou o aluno dirigir-se ao Laboratório e verificar a disponibilidade de micros e fazer a devida reserva com o administrador local.

DA COMPETÊNCIA DO ADMINISTRADOR LOCAL

Art. 19 – Dar suporte técnico aos professores e alunos no desenvolvimento das atividades pedagógicas que necessitem dos recursos do Laboratório de Informática;

Art. 20 – Supervisionar e controlar o comportamento dos usuários e utilização dos equipamentos;

Art. 21 – Promover a otimização no uso dos microcomputadores do Laboratório de Informática;

Art. 22 – Zelar pela conservação e manutenção dos equipamentos do Laboratório de Informática.

DOS DEVERES DO USUÁRIO

Art. 23 – Respeitar o regulamento do Laboratório de Informática;

Art. 24 – Respeitar o Administrador Local do Laboratório e demais usuários;

Art. 25 – Não fumar, beber ou se alimentar nas dependências do Laboratório;

Art. 26 – Prezar pelo bom uso e conservação dos equipamentos e móveis disponíveis no Laboratório de Informática;

Art. 27 – Conferir o horário de aula e de funcionamento afixados na porta do laboratório;

Art. 28 – Respeitar os horários disponíveis e as reservas realizadas previamente por professores;

Art. 29 – Efetuar logoff e deixar o computador ligado, mesas e cadeiras devidamente arrumadas, quando do término de aula em meio aos turnos de atividades;

Art. 30 – Responsabilizar-se pela guarda e uso do Login, bem como da sua respectiva senha;

Art. 31 – Salvar arquivos de maneira correta para evitar problemas, como perda dos dados;

Art. 32 – Comunicar os responsáveis pelo Laboratório sobre problemas e dificuldades enfrentadas no Laboratório.

DOS DIREITOS DO USUÁRIO

Art. 33 – Ter acesso aos recursos computacionais existentes no Laboratório para a concretização de suas atividades;

Art. 34 – Ter orientação e instrução sobre a utilização dos recursos informáticos, tanto do Administrador Local como dos Professores;

Art. 35 – Ter acesso à Internet para realizar pesquisas, acessar arquivos de apostilas e bases de dados que embasem ou complementem seus estudos e práticas;

Art. 36 – Elaborar trabalhos diretamente relacionados as disciplinas;

Art. 37 – Enviar e receber mensagens eletrônicas desde que com conteúdos relacionados às atividades acadêmicas;

DAS PROIBIÇÕES

Art. 39 – Fazer consultas a sites ou divulgar conteúdo adulto (pornográfico), racista ou de incitação ao ódio e a violência;

Art. 40 – Desenvolver e disseminar vírus de computador nos equipamentos do Laboratório de Informática;

Art. 41 – Abrir máquinas ou periféricos;

Art. 42 – Consertar os equipamentos;

Art. 43 – Desorganizar o Laboratório;

Art. 44 – Utilizar os equipamentos para fins pessoais, ou qualquer outro tipo de atividade incompatível com as atividades escolares;

Art. 45 – Utilizar indevidamente o correio eletrônico, por exemplo, assumindo a identidade de outra pessoa, enviando mensagens anônimas;

 

Art. 46 – Publicar ou copiar produto de trabalho de outras pessoas, violando os direitos autorais;

Art. 47 – Fumar dentro do Laboratório;

Art. 48 – Ingerir qualquer tipo de alimento dentro do laboratório;

Art. 49 – Retirar qualquer material ou equipamento do Laboratório sem autorização prévia do Administrador Local.